Origem dos Projetos Apresentados a IBERMEDIA em 2006

O financiamento dos filmes é um diferencial para o setor. Além do apoio dado à produção e da participação da
televisão, continua sendo importante o convênio entre a ICAA e o ICO20, cujos investimentos foram da ordem de
€42 milhões em 2006.

A participação empresarial na produção cinematográfica aumentou 16% em relação ao número de empresas envolvidas, correspondendo a investimentos
de 213 empresas no setor em 2007, frente a 183 empresas no ano anterior.  Deve-se levar em consideração, no entanto, a capacidade produtiva das empresas; das 213 mencionadas acima, 167 (78,40%) participaram na realização de apenas um filme; 37 (17,37%) participaram na realização de 2-4 filmes; e 9 (4,23%) participaram em 5 ou mais filmes. Realidade não muito diferente do observado em 2006, quando das 183 empresas ativas, 138 participaram em 1 filme, 41 empresas em 2-4 filmes, e 4 empresas em 5 ou mais filmes.

O total destinado pelo “Fondo de Protección para la concesión de ayudas y a la participación de las televisiones en la financiación de las películas” ao segmento cinematográfico foi de €66.243.000 euros.

Existe, também, o Fundo Ibero-americano. O Fundo, chamado de Ibermedia21, foi criado em 1997, e consiste em um programa de estímulo ao cinema e televisão, com atuação voltada para quatro pilares: co-produção, desenvolvimento de projetos, formação de profissionais e distribuição. Tal programa visa promover assistência financeira e técnica ao setor e faz parte da política audiovisual da Conferência de Autoridades Cinematográficas
de Ibero-América (CACI), da qual o Brasil faz parte. No âmbito do Programa, foi realizado um Acordo Latino- Americano de Co-produção Cinematográfica.