52% de consumidores só compram algo de um site se este estiver em seu próprio idioma, segundo um relatório Common Sense, que pesquisou mais de 2.400 consumidores em oito países. Na França e no Japão, esse número aumentou para mais de 60%. Os consumidores que não falavam nada de Inglês estiveram seis vezes mais propensos a evitar sites Inglês. Além do mais, 64% dos entrevistados disseram que pagariam mais por um produto se pudessem obter informações sobre o que estariam comprando. “Quando você está lidando com algo realmente caro ou que potencialmente envolve uma decisão do tipo financeiro a longo prazo tais como seguros de vida ou ações, os clientes preferem ter a informação em sua própria língua.