Se você estiver pensando em aumentar as vendas do seu site de comércio eletrônico ou expandir para mercados estrangeiros, considere a segmentação à partir dos locais onde as vendas online ainda estão em expansão como: Espanha, Brasil, China, Rússia e México. Espera-se que as taxas de crescimento de comércio eletrônico nesses países superem os EUA nos próximos quatro anos,  segundo um novo relatório da Cisco, “The Global E-Commerce Gold Rush: Como os varejistas podem encontrar riquezas no exterior”

A indústria de comércio eletrônico nos Estados Unidos não tem mais o fôlego de uma década atrás. No início de 2000, as vendas através de comércio eletrônico nos EUA cresceram 30 por cento em um ano ou mais, quase que, no “piloto automático”, simplesmente porque os consumidores estavam adquirindo mais Internet de alta velocidade e descobriram a conveniência das compras online. Esses dias acabaram agora, pelo menos para eles, os norte-americanos. Mas o uso da Internet em outros países ainda está em franca expansão, portanto, um grande crescimento ainda está por vir, diz o relatório.

É também um bom momento para procurar a expansão em mercados estrangeiros, porque há apoio do governo federal às pequenas empresas que querem começar a exportar.

Conquistar mercados on-line estrangeiros, entretanto, não se faz da noite para o dia. E-tailers enfrentam barreiras de idioma e cultura, que podem acabar com todo seu esforço. Como você pode evitar o desperdício de tempo e dinheiro tentando buscar compradores estrangeiros? Aqui estão algumas dicas:

Comece devagar. Escolha um mercado externo para entrar e concentrar todos os seus recursos lá. Você vai aprender muito com o seu primeiro esforço de exportação e poderá aplicar a outros países.

Faça sua pesquisa. Existe um país onde os seus produtos já estão sendo comprados on-line, mesmo que seu site não esteja no idioma local ? Olhe para onde os clientes estrangeiros já estão mostrando interesse em seus produtos !

Contratar localmente. Se você quiser conquistar o Brasil, você deverá ter compradores e pessoal de marketing no país. Certifique-se de ambos, seus produtos e sua mensagem de marketing, são atraentes e apropriados para seu novo mercado.

Conheça a cultura. Por exemplo, em alguns países como a Coréia e Japão os sites de confiança dos consumidores são aqueles que possuem sede própria, feitos de tijolo e argamassa, do que empresas de comércio eletrônico puro. Destaque os pontos fortes da sua empresa para que ela seja valorizada ainda mais.

Obtenha suporte técnico. As necessidades variam de acordo com as culturas. Para aumentar as vendas em um país novo, geralmente, tem-se um site separado e personalizado, projetado para os compradores do novo lugar. Por exemplo, os clientes japoneses esperam pagar C.O.D na entrega, em vez de pagar no seu site, e na Alemanha, os clientes preferem transferências bancárias on-line ao invés do PayPal. Certifique-se de que você poderá fornecer o modo de pagamento adequado.

Estudo de marcas globais. Se você está pensando em se mudar para outro país, veja o que os grandes nomes estão fazendo para atrair esse público. Você provavelmente irá obter grandes idéias de produtos, embalagem e comercialização.

Conquiste desafios transfronteiriços. Novos provedores de serviços terceirizados, poderão ajudá-lo com os impostos, tarifas e custos de transporte envolvidos nas vendas para seu novo mercado.

Aproveite a ajuda do governo federal. A Iniciativa Nacional de Exportação prevê financiamento para ajudar as empresas na busca de compradores no exterior.